Coluna do Leitor #01: Análise de Fate/Zero

No primeiro post da coluna do leitor, fiquem com a análise do anime Fate/Zero escrita pelo meu amigo Tomio, direto do Japão.

Fate/Zero, ao contrário do que aparenta, tem um enredo simples e uma temática já bastante utilizada na indústria. O que faz dele único é a forma com que as coisas são narradas. Se um anime “comum” eles retratam a realidade com fantasia, em Fate/Zero fazem exatamente o oposto, criam um universo 100% fantástico e o contam da forma mais realista possível.

Tem vários fatores que fazem do anime inesquecível. Primeiro são os persongens. Temos dezenas deles, todos trabalhados de forma detalhada, contando desde background bem explorado a evoluções psicológicas ao longo da série. O trabalho de caracterização do elenco é tão bem aplicado que é difícil não gostar de um personagem, assim como a apresentação deles é impecável, pois o anime sabe quando um personagem já deu o que tinha que dar e o corta sem dó.

Outro ponto é que o anime é bem cru em aspectos de enredo. Tudo que Fate/Zero apresenta é porque precisa estar lá, e não pra agradar ninguém e nem pra tentar impressionar, assim como ele não economiza recursos e nem se intimida com censuras para apresentar o que quer. O anime é a prova máxima de que Moes, ecchis e todo esse lixo que andam inserindo nos projetos são elementos completamente desnecessários para caracterizar um anime.
As lutas. Sim, é outro ponto impecável. O anime apresenta dois tipos de confrontos, basicamente: as físicas e psicológicas. As físicas temos batalhas sangrentas e animadas pelo que temos de melhor em estúdios hoje em dia, a Ufotable, que toma cuidado com cada frame de movimento, efeitos de iluminação e trilha sonora dígna de filmes pra deixar os confrontos ainda mais alucinantes. As psicológicas são muitos jogos mentais, colisões de ideais e teorias, manipulações e leitura de mentes da melhor qualidade. Ou seja, o anime tem conteúdo para todos os gostos, e conteúdo que excede qualidade de animes que só focam em um dos lados.
E o enredo…por causa da abordagem realista, ele é basicamente triste, desolador, melancólico. Mas é uma tristeza bonita, pois você a viu de perto e sentiu o que os personagens sentem. Você encara que a realidade não é fácil, você vê como os personagens lutaram pelo que sonhavam, suas motivações e o que encontraram pelo caminho, então você acaba entendendo perfeitamente o resultado daquilo tudo que acontece no desfecho. O anime eleva o sentimento de desgraça a níveis artísticos, pois depois que a gente assiste tudo, é impossível imaginar outra conclusão.
Enfim, é um anime perfeito. Vamos torcer para a Ufotable fazer qualquer coisa relacionada a Stay Night depois do lançamento de Realta Nua pro Vita.
Nota: 10
Quer mandar seu post também? Saiba mais AQUI
Anúncios

6 comentários em “Coluna do Leitor #01: Análise de Fate/Zero

  1. chrnotodd disse:

    Faaaaate! =D
    Meu anime favorito. Sem enrolação, sem 300000 episódios… um anime muito pé no chão.
    Ufotable já é meu estúdio favorito! =D

  2. Poxa, curto muito esse anime! Eu tava acompanhando o Stay Night pelo Punch, mas lá só foi até o segundo episódio. Alguém sabe se só sairam esses dois mesmo?

    Parabéns ao Tomio pelo texto!

    • Nist disse:

      Renan, o Fate/Stay Night é mais antigo. O anime saiu primeiro. Procure em outros sites q vai achar. O Fate/Zero saiu do ano passado para esse ano, mas a história se passa na guerra do Santo Graal anterior. É uma prequela para o Stay Night. Os dois foram feitos por estúdios diferentes. O Tomio vai saber falar mais sobre a história completa porq eu não li as novels. Se espera mto q o estúdio Ufotable de Fate/Zero refaça o Fate/Stay Night com a mesma qualidade do Fate/Zero

      • Ahh táá! Eu percebi que a história era anterior ao Fate Zero, mas não sabia que era um anime mais antigo e de estúdio diferente.

        Vou procurar por ele sim!

      • Nist disse:

        Não. A história do Fate/Stay Night vem depois. Mas o anime é mais antigo. O protagonista do Fate/SN é o menino que aparece no final do Fate/Zero

  3. Ótimo review do Tomio ! Um dos melhores animes de todos os tempos sem dúvidas !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s