Jogo Rápido #03: Kuroko no Basket 24 / Hyouka 22 (final)

O estouro de popularidade com Kuroko no Basket e Hyouka

Kuroko no Basket 24

Por mais que eu goste de Kuroko no Basket, eu também sou um crítico ferrenho a muitas coisas do mesmo. Critico coisas como a falta de gravidade, desafios às leis da física e o pior; sérias infrações as regras do basquete. Não me entendam mal, é que eu amo basquete mesmo sabe? Sou de Franca, a capital do Basquete no Brasil e por ai vai. Então fico bravo com umas coisas em Kuroko no Basket. Mas fora isso, gosto dele. É emocionante e legal de se assistir. Falando sobre o episódio, esse foi um dos bons, sem grandes cenas viajadas. A continuação do esperado entre Aomine e Kise. O time de Touou tava dominando jogo, enquanto o adversário apenas esperava o momento em que Kise conseguisse copiar e aperfeiçoar o modo e estilo de jogo de Aomine. E esse momento chegou. No final do 3º quarto Kise pegou a bola, colocou em baixo do braço, chamou a responsabilidade (no melhor estilo Lebron James) e partiu pra cima de marcação do Aomine. Com a mesma velocidade que Aomine driblava, ele também foi driblado e ainda acabou fazendo a falta em Kise na hora do arremesso. O time de Touou pareceu desesperado com Aomine se atrapalhando e vendo Aomine perder a bola sozinha. Ficam aqui meus elogios para essa cena do contra-ataque puxado pelo Kise que ficou muito boa. Tudo parecia que ia mudar de vez quando de repente Aomine veio e deu um tocasso em Kise. O episódio acaba ai, Aomine mostra que está vivo e que Kise vai precisar de muito mais para superá-lo. E todas as emoções da final desse duelo ficam guardadas para o próximo e último episódio de Kuroko no Basket.

Hyouka 22 (final)

Chega ao fim mais um anime. E com tudo para que possa ter mais uma temporada daqui a um tempo. Hyouka acabou com sua popularidade lá em cima. Apesar de eu não ser um desses fãs mais árduos e até não entender tanto os motivos disso. Mas enfim, contra fatos não há argumentos (apesar de eu ter os meus) e vamos logo falar do episódio. O episódio começa com Oreki recebendo uma ligação de Chitanda pedindo ajuda (pra variar né?) a ele para que carregasse o guarda-chuva na procissão enquanto ela desfilava. Chegando lá, Oreki logo se deparou com mais um mistério para resolver. A ponte pela qual a procissão iria passar estava em obras, mesmo os organizadores tendo pedido pra adiar a manutenção da ponte. A construtora alegou que alguém da organização ligou dois dias antes falando que podiam começar a obra. O percurso foi mudado e a procissão realizada após Chitanda intervir dizendo que ia conversar com os sacerdotes. Mas ficou o mistério sobre quem ligou para a construtora. Oreki resolve novamente, mas o mistério é o menos importante nesse episódio e sim a relação entre Chitanda e Oreki. Os dois vão embora juntos e Chitanda explica a Oreki os motivos de toda preocupação com a mudança de percurso, os problemas antigos entre os lados norte e sul da cidade, as suas intenções e planos para o futuro.  Chitanda deixa bem claro à Oreki que o que ela queria era que ele fizesse parte do mundinho dela. E em um breve pensamento Oreki pensa em corresponder e dizer que vai ajudar ela nos seus problemas e continuar ao seu lado. Mas Oreki fica nervoso, volta atrás e apenas continua o assunto. Mas é legal ver como Oreki muda seu estilo de vida pela Chitanda. E o anime termina assim, nenhum se declara para o outro, mas deixam bem claro como gostam de ter um na vida do outro e dentro do seu mundinho.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s